03/02/2011

INSS: cálculo do Salário-de-Benefício

Cumprido os requisitos para a aposentadoria vem a pergunta: Qual será o meu salário?
Antes que o diabo saiba que você está aposentado, paródia do filme de 2007 título original: (Before the Devil Knows You're Dead) (EUA);  confira a metodologia para a apuração do salário de benefício e tome alguns cuidados ( e todo cuidado é pouco!)   continuar lendo...

Conheça os termos:
salário de benefício: será a base de cálculo para a RMI (Renda Mensal Inicial)
Salário de contribuição: é a base de cálculo das contribuições do segurado
PBC: Período básico de cálculo
Para os inscritos  após a Lei nº 9.876/99 o PBC será todo o período contributivo; todos os salários de contribuição são corrigidos monetariamente e o valor apurado é divido pela qtde. de contribuições
Para os inscritos antes da lei no PBC serão utilizados todos os salários de contribuição a partir de 07/94 corrigidos monetariamente, serão somados os 80% maiores e aplica-se a média aritmética simples.
Como o objetivo deste artigo não é apurar a renda final  e sim alertar para alguns detalhes que farão a diferença no cálculo, você deverá observar:
Confira se todos os vínculos empregatícios estão devidamente anotados no CNIS.
Se você realizou atividade especial, deverá solicitar a conversão desse tempo.
Observe, quando o caso, que o coeficiente para certas aposentadorias leva em conta o grupo fechado de 12 contribuições. ( Certos casos é interessante esperar alguns meses para fechar o grupo de 12 contribuições)
Se houve afastamento do trabalho verifique se foi computado o salário de contribuição, referente ao salário de benefício que você recebeu.
Fique atento ao divisor mínimo ( o divisor no cálculo do salário de benefício, não pode ser inferior a 60% do número de contribuições em meses de 07/94 até a data do requerimento da aposentadoria)