25/07/2011

Empregado Doméstico

Há um estudo para reduzir o valor cobrado na contribuição do empregado doméstico. Com o objetivo de incentivar patrões a registrar em carteira de trabalho e, assim, aumentar a  arrecadação, a contribuição do patrão cairia de 12% para 8% e a do empregao , de 8%, 9% ou 11% para 6%, o total ficaria em 14%. Outra mudança estudada será a o desconto do IR na declaração completa do empregador, de toda a parcela patronal paga à Previdência; hoje só pode ser deduzido a parcela patronal calculada com base em um salário mínimo, mesmo que o recolhimento se dê sobre um salário maior.