24/11/2014

A contribuição previdenciária dos profissionais liberais.

aposentadoria profissional liberal


Todo trabalhador que exerce atividade remunerada e não possui registro na Carteira de Trabalho (CTPS) deve contribuir para a Previdência Social; este é o caso do chamado Profissional Liberal.

O motivo principal deste post é o alerta para que o profissional liberal contribua corretamente  ao contrário da matéria publicada na Folha de São Paulo, edição de 24/11/2014, que afirma que profissionais liberais não são obrigados a contribuir (Folhainvest, especial 13º/Previdência) "contribuir para o INSS garante mais que a aposentadoria"        últ. visualização em 24/11/14 10:00


É considerado  contribuinte individual aquele profissional que presta serviços de natureza urbana ou rural, em caráter eventual, a uma ou mais empresas, sem relação de emprego, ou, aquele que exerce, por conta própria (profissional liberal), atividade econômica remunerada de natureza urbana, com fins lucrativos ou não.

Exemplos de Profissionais Liberais são os advogados, médicos, cirurgiões dentistas, veterinários, farmacêuticos, engenheiros, químicos, economistas, atuários, contabilistas, professores, escritores, autores teatrais, compositores, assistentes sociais, jornalistas, protéticos dentários, bibliotecários, estatísticos, enfermeiros, administradores, arquitetos, nutricionistas, psicólogos, geólogos e fisioterapeutas.

Caso precise de outras orientações utilize o formulário de contato